domingo, 19 de fevereiro de 2017

{ do acreditar }


guardo-o delicadamente num pequeno frasco
num lugar a que só eu tenho acesso
hoje quando o fui abrir
 o prazo tinha expirado

.

FM



" Se em certa altura
Tivesse voltado para a esquerda em vez da direita;
Se em certo momento
Tivesse dito sim em vez de não ou não em vez de sim;
Se em certa conversa
Tivesse dito as frases que só agora, no meio do sono elaboro –
Se tudo isso tivesse sido assim,
Seria outro hoje, e talvez o universo inteiro
Seria insensivelmente outro também.”


Fernando Pessoa ― Poesias de Álvaro de Campos


31 comentários:

  1. Dois momentos belíssimos querida amiga ,desejo-lhe uma semana cheia de felicidade ,muitos beijinhos no coração

    ResponderEliminar
  2. Ohhhhhhhh, prima não sabes que tudo tem prazo de validade? ,Como te fostes esquecer!
    !Kis. :=}

    ResponderEliminar
  3. Dois belos poemas, Fernanda! O seu é tão real que não tem quem não se identifique nele!
    O de Fernando Pessoa pura filosofia: se não tivesse acontecido, se tivéssemos feito o contrário, se nada tivéssemos feito, tudo seria diferente. Nada seria como é.

    Beijo, Fernanda! Boa semana.

    ResponderEliminar
  4. Nunca é aconselhável deixar passar o prazo.
    Principalmente dos sentimentos.
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
  5. Maravilhoso post! Amei de verdade!

    Beijos e uma excelente semana

    ResponderEliminar
  6. Dois lindos poemas Fê!
    Adoro Fernando Pessoa.
    Bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  7. Belos poemas com uma ilustração fantástica., gostei bastante.
    Um abraço e boa semana.
    Andarilhar || Dedais de Francisco e Idalisa || Livros-Autografados

    ResponderEliminar
  8. Adorei a ilustração Fernanda!
    Deixar passar o prazo ... não é bom não!
    Gosto do som ... e das escolhas poéticas!!!
    Bj amigo

    ResponderEliminar
  9. Vale sempre a pena reler Álvaro Campos.
    A imagem é espectacular e a música, sublime.
    Beijinho, amiga, boa semana.

    ResponderEliminar
  10. Bom dia Fernanda.
    Lindos os poemas, com essa musica então ficou maravilhoso. Uma linda semana. Forte abraço.

    ResponderEliminar
  11. Pois é, o coração deve ser mantido livre.

    ResponderEliminar
  12. Muito belo, o teu post!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  13. Que o desacreditar... simplesmente passe por ser um acreditar... em coisas novas... quando o prazo de validade, não pode ser revalidado... :-D
    Como sempre... escolhas de primeira, Fê!
    Adorei o post! Beijinhos! Feliz semana!
    Ana

    ResponderEliminar
  14. Excelentes opções, querida amiga
    Poemas que nos mostram como a vida é contingente...
    Um 'post' magnífico, como é o teu bom gosto.
    ~~~ Terno abracinho ~~~

    ResponderEliminar
  15. Passamos a vida, a deixar passar o tempo, e lá se vai a validade .
    Também é precisar renovar.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Gosto da escolha poética. Mau deixar passar o prazo de acreditar. Devemos acreditar sempre. Acreditar dá força para viver.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  17. Tudo sublime: o teu o poema, a música, a imagem escolhida e o poema
    do Pessoa numa conjugação da sabedoria sobre o tempo; o momento do agora
    para ser vivido, o tempo é aquele instante mágico de se permitir,
    de escolher e o arrependimento é vago como o nunca...
    Admirável a tua sensibilidade e senso estético-poético, querida Poeta.
    Uma semana luminosa para ti!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  18. Boa tarde, deixar passar o prazo é sinonimo de desinteresse ou desmotivação, ler Fernando Pessoa é sempre agradável.
    AG

    ResponderEliminar
  19. Querida amiga Fê
    Por onde começar???
    Foi grande o meu espanto ao chegar aqui pois desconhecia este novo blog...
    Tem um "look" muito giro, só é pena teres o perfil associado ao Google+, já que isso dificulta a vinda aqui. É que, clicando no teu ícone, nos comentários, somos remetidos para a página do Google+ em vez de para o blog, e aí nem sempre é fácil descobrir o caminho. Em tempos eu também tive o meu perfil associado, mas depois desliguei-me.
    Já me fiz seguidora neste novo blog, é claro, e virei sempre que possível.

    Estamos em sintonia com o Pessoa... :)
    Mas... Pessoa é Pessoa, e comentá-lo seria quase um sacrilégio.

    Validade fora de prazo? Dependendo do que for... às vezes fica um vazio. É preciso, urgente, renovar essa validade :)

    Amiga, esclarece-me uma coisa. Quando falas em "nossa universidade" (acerca de aulas de poesia) referes-te a que universidade? Fiquei muito curiosa... Quando puderes informa-me.

    Resta-me agradecer o teu comentário no Aniversário da minha "CASA" e as tuas palavras tão gentis.

    Continuação de boa semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
  20. Fantástico!

    r: Fico muito contente por ler isso *.*

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Oi Fê, que belo e triste poema nesta inspiração.
    O amor e suas artes que o tempo pode ser carrasco.
    Lindo trabalho e bela inserção de Pessoa.
    Bjs

    ResponderEliminar
  22. Gosto do teu jeito de poetizar é lindo!
    Amei também o poema
    Bela escolha👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻😘

    ResponderEliminar
  23. Pois é, se as coisas tivessem sido diferentes...
    Grande Fernando Pessoa, que nos põe a pensar bastante.
    Continuação de boa semana e bom Carnaval, amiga Fernanda.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  24. Este Toque do Coração, o do Acreditar, quase que o deixava passar. Não sei como, fugiu-me .
    A imagem com as mãos em forma de coração é tão linda...
    A raiz da árvore é um coração cheio de amor a guardar algo que tu tão ciosamente quiseste preservar que o ias
    deixando passar do prazo de validade.

    Há que ter em conta a escolha do caminho quando nos encontramos numa encruzilhada.
    Mas, como saber?

    Um grande beijinho, amiga Fernanda. As melhoras da constipação.

    ResponderEliminar
  25. Gostei, Fê. Quanta coisa mudaria se outra fosse a nossa decisão!
    Um bom final de semana.
    Abraços.
    Pedro.

    ResponderEliminar
  26. Pois...só guardar não chega, é preciso cuidar, como tão bem sabe, Fê!
    Um alerta este seu texto!
    Gostei muito :)
    Beijinho

    ResponderEliminar

o melhor lugar para tocar alguém será sempre o coração.

obrigada por estarem desse lado.