terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

{ do quotidiano - l }



há mais de 20 anos que o conheço
dono de um pequeno café perto da casa dos meus pais
magro, postura altiva, gentil e culto, sempre com um sorriso tímido
[talvez para ocultar a falta de alguns dentes]
 é daquelas pessoas com idade indefinida, mas que parecem não envelhecer
.
habituámo-nos, naqueles minutos que demoro a beber um café depois do almoço
a falar sobre a vida, a partilhar risos e emoções
a "filosofar" como ele tanto gosta de dizer
.
há dez anos a esposa faleceu
 o sorriso tímido, ficou triste
 a postura curvada
mas a nossa relação ficou mais cúmplice
 na dor e depois na superação
.
 ultimamente tenho notado nos seus olhos um brilho diferente
 rejuvenescido
- sr.Carvalho o que se passa consigo que o noto diferente ?
- para melhor espero! responde-me ele 
e piscando-me o olho, segredou-me ao ouvido
- estou apaixonado !!! mas é segredo, só a menina Fernanda é que vai saber.
- fico muito feliz por si, mas porquê só eu ?

- porque para mim,
a menina é como se fosse a minha mãe

.

nota:
descobri à pouco tempo a sua bonita idade , 83 anos

.

FM






39 comentários:

  1. :)))) Não pude conter o riso ! ...
    Um estranho "piropo" que certamente nunca ouviste, nem esperavas ! :))
    Afinal ainda pouco passaste dos 100 ! eheheheh ... mas vá lá, continuas "menina Fernanda ! eheh
    ... mas revelador de uma grande estima, consideração e amizade ! ... Eu até consigo interpretar o "sentido" que ele pretenderia colocar nessa confidência ! ...

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  2. Bom dia, querida amiga Fê!
    Tão linda postagem que atenuou uma certa nostalgia do coração neste momemnto... que lindo!
    Bjm muito fraterno

    ResponderEliminar
  3. Que história tão deliciosa :)
    O amor acontece quando tem de acontecer e nunca é tarde para amar e ser amado.
    E que bom que é poder ir tomar café onde está sempre um amigo.São estes encontros, estas trocas de experiências que fazem da vida um lugar melhor.

    Um beijinho, querida Fê :)

    ResponderEliminar
  4. Lindo! O amor supera tantas coisas...
    Bjus

    ResponderEliminar
  5. rsssss, o anjo tem 83...
    Bem, para você ser mãezinha dele deve ter passado dos 100 aninhos!
    Parabéns, você ainda está bem jovem, Fernanda! rss
    Adorei essa postagem. Beijo!

    ResponderEliminar
  6. Olá Fernanda.
    Parabéns pelo belo (e novo) blog. Parabéns também pela sensível crônica. Gostei.
    Uma ótima semana.
    Abraços.
    Pedro

    ResponderEliminar
  7. Fê para o amor não há idade,e que bom ele ter uma nova companheira,talvez não para substituir a que já partiu,mas para lhe fazer companhia.
    Adorei o texto.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  8. Maravilhoso sentir o amor depois tanto viver ,um amor mais puro e sincero rejuvenescedor que alimento tão nobre coração ,simplesmente belo querida amiga ,muitos beijinhos no coração.

    ResponderEliminar
  9. Que lindo!
    Que ele seja feliz com sua paixão.
    A vida é sempre um aprendizado
    e todos aprendemos com o tempo a remendar dores.

    Lindo texto moça.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  10. O Amor é aquilo que nos faz viver e nos motiva para andar para a frente !

    ResponderEliminar
  11. Há pessoas que nos dizem tanto :)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  12. Óhhh Maravilhoso!! Que bonito diálogo.


    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Prima..
    Pensei que ia dizer-se a por ti. Já estava a bater palminhas!
    Kis :=}

    ResponderEliminar
  14. Nunca é tarde para amar.
    E, pelo que nos descreve, parece ser um ser humano sensível.
    Não admira que se apaixone.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Boa tarde, o amor tem o dom de fazer mudar tudo para melhor, um jovem de 83 anos com uma mãe muito mais nova só pode sentir motivação para seguir a vida.
    AG

    ResponderEliminar
  16. Sorriso.

    O Amor nunca acabará!

    Bjs

    ResponderEliminar
  17. Fernanda e essa paixão vai ter um sabor bem aconchegante!!!
    São momentos assim que nos fazem sentir ... de bem com a vida!!!
    Bj amigo

    ResponderEliminar
  18. Nunca é tarde para amar. Linda história.
    Eis uma bonita idade.
    Beijinhos estalados.

    ResponderEliminar
  19. Prima...
    Fotografei o mar e o dito cujo coisa que sabes tava ao léu. Tu deixas-me sempre a rir com os teus comentários. Adoro-te prima Fê.
    Kis :=}

    ResponderEliminar
  20. A paixão trouxe-lhe brilho, felizmente que se permitiu viver de novo o sentimento!

    Fernanda, um beijinho!

    ResponderEliminar
  21. A paixão trouxe-lhe brilho, felizmente que se permitiu viver de novo o sentimento!

    Fernanda, um beijinho!

    ResponderEliminar
  22. r: Muito, muito obrigada!

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  23. Maravilhoso!
    E a imagem, é estupenda!
    Bjs

    ResponderEliminar
  24. Que maravilha!...
    Que bom ver uma pessoa assim... ainda de bem com a vida... sem mágoas... e aceitando o que a vida ainda tem para lhe oferecer... mais algum tempo de vida... ainda alguma saúde, certamente... e muito amor... pudera... com uma mãe tão jovem, sempre a passar-lhe boa energia e alento... é mesmo para aproveitar a vida, até ao último momento!...
    E faz ele muito bem em manter-se ocupado...
    Ruy de Carvalho celebrou ontem 90 anos... e ainda continua super activo...
    Para muitas pessoas, uma mente ocupada, é mesmo a cura para todas as doenças... quando nem se arranja tempo para pensar nelas...
    Adorei o texto, Fê! Beijinhos!
    Ana

    ResponderEliminar
  25. Que bom que não se deixou ficar sozinho.
    É tão importante ter alguém, sobretudo com essa idade.

    ResponderEliminar
  26. Lindo e é realmente uma bonita a idade.
    A fotografia está espectacular.
    Um abraço e continuação de boa semana.
    Andarilhar || Dedais de Francisco e Idalisa || Livros-Autografados

    ResponderEliminar
  27. Olá Fê (pode ser assim?), fico sempre tocado com estas histórias. Deliciosamente narrada, digo a escapar.
    Há por aí tanta gente assim: a precisar duma bica de conversa. Aliás, basta um dedal para que tudo se anime em redor dos senhores Carvalhos (ou das Joaquinas, é o mesmo).
    Bj.

    ResponderEliminar
  28. Que bonito e terno, Fernanda!
    Sente-se feliz como criança e acha que és como uma mãe...
    Quem será a menina que o fez ver passarinho verde?!
    Penso que ainda vamos ter uma bela história romanesca...
    Gostei muito deste episódio divertido...
    ~~~ Beijinhos, querida amiga ~~~

    ResponderEliminar
  29. Que lindo e tão doce e o amor é assim:renova, rejuvenece! Adorei,Fê!beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  30. Que Ternura de crónica.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  31. Comovente! Uma prova que nunca é tarde para amar e ser amado.

    Beijinhos Fernanda

    ResponderEliminar
  32. Como apreciei esta tua bela crônica poética, a sensibilidade a narrar
    um caminho tão doce, terno e cúmplice de uma amizade.
    "A menina Fernanda" tem um "filho" apaixonado e muitas partilhas virão...rss
    Sempre sublime as tuas escolhas das músicas, minha querida amiga.
    Adoro viajar aqui com o teu enorme talento e sensibilidade a nos guiar...
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  33. Olá, Fernanda
    Adorei esta crónica!
    Tão ternurenta!
    O Sr.Carvalho, com 85 anos, considera a Amiga como sua Mãe...
    Penso que é, para si, motivo de muito orgulho...

    Re: Quem sabe, um dia, não lhe faço companhia na poesia?... Não é que eu não gostasse... é só o problema da deslocação.

    Bom Fim-de-semana
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
  34. O amor rejuvenesce as pessoas...
    Bonita história, gostei.
    Bom fim de semana, amiga Fernanda.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  35. Maravilha!!! Também gostei do interlúdio musical - dos tempos da minha adolescência...

    (difícil foi chegar até aqui...)

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  36. Magnifica História...vale a pena viver, até partir.
    Bom Fim de Semana.

    ResponderEliminar
  37. Prima Fê
    Nunca é tarde para amar, e o amor faz magia em qualquer idade.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  38. Que lindo! Adoro!
    Tenho uma cumplicidade parecida, mas com uma senhora, dona de um café, com quem troco livros, mas esta, ao contrário, conta-me de um casamento gasto e da sua inevitável continuidade. É uma senhora muito doce e sensível!.
    Beijinhos, Fê!

    ResponderEliminar
  39. Lindo! Que história fantástica. E que elogio dizer a alguém, com idade para ser filha, que é como se fosse Mãe...
    Beijinhos

    ResponderEliminar

o melhor lugar para tocar alguém será sempre o coração.

obrigada por estarem desse lado.